sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Isto sim é amor...

"(...) E depois ele deu-me um berlinde muito bonito, um que brilha por dentro. Ele só tinha um e mesmo assim deu-mo! - exclama a Camila,enquanto lava a cara.(...)"

Camila apaixona-se , Aline de Pétigny

12 comentários:

Joana disse...

Era só um berlinde... Ainda se fosse uma casa ou um carro...

Joana disse...

Pronto tá bem... Tá bonito... Mas é um amor de crianças, né? :S

Vá, vamos lá passar para as coisas sérias...

Diana disse...

É um amor de crianças, mas um amor!E quem mais puro que uma criança para amar verdadeiramente?
Ah e nada de insultar os meus posts no futuro,ok?

Joana disse...

Insulto? Jamais ousaria insultar uma opinião ou post teu!

As crianças são puras, sem dúvida.

Mas ainda não conhecem o amor. O amor pelo sexo oposto, claro...

Anónimo disse...

mas que cena mais lamexa, parece as tardes da julia

Diana disse...

Fico feliz por saber que os nossos visitantes, não so lêem o nosso blog, como ainda vêem programas de qualidade como "As Tardes da Júlia". Muito bem! Continuem!;)

Bomboca disse...

Eu cá não sou de pedir muito um berlinde também me servia, desde que fosse dado com verdadeiro sentimento :)
Jocas

disse...

Além disso para ser as tardes da Júlia, tinha de ser um blog com áudio...num volume elevaaaado!

David disse...

A Joana jamais insultaria uma opinião ou post teu...Mas eu SIM!!! Muahahah
(mais posts, pk opiniões...quer dizer, seria uma forma de auto-insulto)

De faCto este post é uma xaropada...volta la a meter coisinhas com graça. Não tarda acabas como a Senhora Dona Fátima Lopes a fingir que se rala com os males do mundo lol

Diana disse...

David,livra-te de alguma vez me comparares à besta da Fátima Lopes.Compararem-me à Júlia Pinheiro eu aceito com muito gosto, agora a essa anormal não!
Gostava ainda de esclarecer que este tipo de posts é destinado a pessoas sensíveis e românticas como eu, e não a pessoas emocionalmente amputadas...:P Tenho dito!

Joana disse...

Caros Leitores, em especial, caro David,
Este blog pretende abranger o maior número possível de pessoas, momentos, sentimentos e afins. Escrevemos o que nos vai na alma e tentamos chegar a todo o tipo de pessoas.
Às vezes sentimo-nos mais sensíveis e romanticas (como é claro neste post), outras sentimo-nos deveras aborrecidas (como é o caso do post "Chanel, a agente de execução").
Seja como for, as autoras deste Blog não se comparam a ninguém! Somos únicas e incomparáveis!

Diana disse...

Dá-lhes Joana!;)