segunda-feira, 23 de março de 2009

Onde Está o Meu Passe?

Tal foi a excitação de 5ªf com o Jason que algures entre o metro, a FDL e o Campo Pequeno, perdi o passe. Normalmente perder o passe traduz-se num desespero imenso que não nos dá descanso, enquanto o próprio ou substituto estiver nas nossas mãos. No entanto não desesperei. Fiquei algo intrigada, mas não desesperei, não tomei qualquer medida para o recuperar, nem para fazer um novo. Hoje recebi uma chamada do Metro dizendo que o meu passe tinha sido encontrado e que o poderia levantar. Fiquei feliz, mas não foi uma surpresa. Dentro de mim sempre soube que ele voltaria. Sempre soube que não sou a única a ter uma conduta correcta e que ainda há pessoas boas e civilizadas. A quem encontrou o meu passe e o entregou às entidades competentes o meu maior agradecimento e respeito.

5 comentários:

Joana disse...

Isto só prova a minha teoria (mais uma teoria da Joana): acalmar e não desesperar. Quando menos esperamos, ele aparece.

Um bem haja para as pessoas que ainda são decentes. São poucas nos dias que correm...

O Melaninoman... disse...

Tiveste a caga da tua vida de a mulher das limpezas ter ficado com aquela merda presa no cano do aspirador e ser pronto... senão a Jusilena roubava-te a identidade:D***********

Diana disse...

LOL!É possével!Obrigada Jusilena por não me ter roubado a identidade!
Olha Joana uma coisa é o passe outra coisa é outra coisa...

Joana disse...

LOL... Melaninoman... Muito bom...

Nana... serve pa tudo. A teoria é minha! :p

Diana disse...

A teoria é tua, a prática é minha!